O Prémio Semana ALV 2016 atribuído à Rede Valorizar na imprensa

Rádio Pico colocou no seu site a seguinte notícia:

Rede Valorizar distinguida a nível nacional

Prémio foi entregue no âmbito da II Semana Aprender ao Longo da Vida

A Rede Valorizar foi distinguida, entre várias candidaturas a nível nacional, pelos resultados alcançados e pela inovação dos Cursos de Aquisição Básica de Competências, com a atribuição do prémio entregue no âmbito da II Semana "Aprender ao Longo da Vida”, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.
Esta medida, criada pelo Governo dos Açores, e que já permitiu a certificação de cerca de seis mil Açorianos entre 2012 e 2016, pretende assegurar a todos os residentes na Região, maiores de 18 anos, uma oportunidade de qualificação e certificação de nível básico, secundário e profissional.
Nesse sentido, os Cursos de Aquisição Básica de Competências são uma resposta educativa regional visando a qualificação de pessoas não detentoras do 4.º, 6.º ou 9.º anos de escolaridade.
O prémio, entregue pelo Secretário de Estado do Emprego é uma iniciativa da associação "O Direito de Aprender" e tem como objetivo promover o conhecimento e a divulgação de boas práticas de aprendizagem de adultos que se revistam de caráter inovador e se revelem eficazes no reforço da sua participação em processos de aprendizagem ao longo da vida.

 http://www.radiopico.com/index.php?n=noticias&menu=noticias&id_noticia=18212 (link is external)

 

No jornal Açoriano Oriental que é o mais antigo jornal português:

Cursos da rede Valorizar distinguidos a nível nacional

A rede Valorizar, que certifica em termos do nível básico, secundário e profissional os açorianos, foi distinguida pelos resultados alcançados e pela inovação dos cursos de aquisição básica de competências.

Segundo uma nota do gabinete de imprensa do Governo dos Açores, o prémio foi entregue pelo secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, no âmbito da II Semana "Aprender ao Longo da Vida", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Esta medida, criada pela vice-presidência do executivo açoriano, já permitiu a certificação de cerca de seis mil açorianos entre 2012 e 2016, pretendendo assegurar a todos os residentes nos Açores, maiores de 18 anos, uma oportunidade de qualificação e certificação de nível básico, secundário e profissional.

http://www.acorianooriental.pt/noticia/cursos-da-rede-valorizar-distinguidos-a-nivel-nacional(link is external)

A mesma notícia foi publicada na revista NO, que é uma revista de âmbito regional, na página “Um Olhar Povoacense” sobre o concelho da Povoação.

Cursos da Rede Valorizar distinguidos a nível nacional pela inovação

A Rede Valorizar foi distinguida, entre várias candidaturas a nível nacional, pelos resultados alcançados e pela inovação dos Cursos de Aquisição Básica de Competências (ABC), com a atribuição do prémio entregue no âmbito da II Semana "Aprender ao Longo da Vida", na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Esta medida, criada pelo Governo dos Açores, através da Vice-Presidência, e que já permitiu a certificação de cerca de seis mil Açorianos entre 2012 e 2016, pretende assegurar a todos os residentes na Região, maiores de 18 anos, uma oportunidade de qualificação e certificação de nível básico, secundário e profissional.

Nesse sentido, os Cursos ABC são uma resposta educativa regional visando a qualificação de pessoas não detentoras do 4.°, 6.° ou 9.° anos de escolaridade.

O prémio, entregue pelo Secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, é uma iniciativa da associação "O Direito de Aprender' e tem como objectivo promover o conhecimento e a divulgação de boas práticas de aprendizagem de adultos que se revistam de carácter inovador e se revelem eficazes no reforço da sua participação em processos de aprendizagem ao longo da vida. A iniciativa conta ainda com a parceria da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP), do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), da Fundação INATEL, do Plano Nacional de Leitura (PNL), da APEFA —Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos e da APCEP —Associação Portuguesa para a Cultura e Educação Permanente, tendo o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

O júri deste prémio sustentou a decisão em critérios como a participação, ou seja, a capacidade de mobilização dos públicos-alvo, e a inovação, através de acções ou práticas implementadas.

As candidaturas foram também avaliadas pelo seu impacto, ou seja, pelos resultados alcançados, e pela capacidade de se manterem sustentáveis no futuro, nomeadamente gerando outras iniciativas a partir da experiência acumulada.

http://norevista.pt/cursos-da-rede-valorizar-distinguidos-a-nivel-nacional-pela-inovacao/(link is external)

http://olharpovoacense.blogspot.pt/2016/11/cursos-da-rede-valorizar-distinguidos.html(link is external)